COMO AFERIR A FREQUÊNCIA CARDÍACA?

COMO AFERIR A FREQUÊNCIA CARDÍACA?

Seja em qualquer modalidade, o controle da INTENSIDADE do treino pode ser feito através da frequência cardíaca.

Já comentamos em outras postagens sobre as ZONAS DE TREINO e RITMOS  na NATAÇÃO, mas hoje vamos ensinar a forma correta e segura de saber em que ritmo está batendo seu coração.

Existem duas formas mais comuns de medir a frequência cardíaca sem nenhuma ajuda de aparelhos (frequencímetros): pela artéria radial ou pela carótida. Em ambas as situações, a forma correta é encostar os dedos indicador e médio sobre a artéria e fazer pressão o bastante para sentir os pulsos do fluxo sanguíneo. Conte o número de pulsos e multiplique para saber o quantidade por minuto.

6″ ou 10″ ?

As duas formas tem suas vantagens e desvantagens.

Quem pega em 6 segundos tem a facilidade de só multiplicar por 10 para saber o resultado, porém um erro de uma batida na contagem gera uma margem de erro grande, 10 BPM (batimentos por minuto). Em 6 segundos é mais garantido que não dê tempo do coração começar a diminuir o ritmo.

Quem pega em 10 segundos tem que estar com a matemática mais afiada para multiplicar o resultado por 6, tem uma margem de erro menor, mas pode ocorrer da frequência chegar a diminuir dentro destes 10 segundos, alterando assim a aferição. Um atleta bem condicionado pode chegar na borda com uma frequência e 10 segundos depois já estar se recuperando, nestes casos 6 segundos é melhor.

NA NATAÇÃO É MAIS COMUM USAR A AFERIÇÃO EM 6 SEGUNDOS PORQUE TEMOS QUE PARAR PARA AFERIR, MAS EM MODALIDADES EM QUE ISSO NÃO É PRECISO (CORRIDA POR EXEMPLO) PEGAR EM 10 SEGUNDO É SEMPRE A MELHOR OPÇÃO.

Abraço e Bons treinos!

Deixe uma resposta

Seguir

Acompanhe nossas noticias

%d blogueiros gostam disto: