COMO CONTROLAR A INTENSIDADE DO TREINO DE NATAÇÃO

COMO CONTROLAR A INTENSIDADE DO TREINO DE NATAÇÃO

Nesta postagem vamos falar sobre como controlar a intensidade dos treinos de NATAÇÃO.

Existem diversas formas de controlar a intensidade de um treino de natação. Porem, por ser uma atividade cíclica e  predominantemente aeróbia, as mais comuns são derivadas do controle da FREQUÊNCIA CARDÍACA.

DIRETO x INDIRETO

Chamamos de controle direto da intensidade quando conseguimos controlar alguma variável fisiológica (FREQUÊNCIA CARDÍACA, VO2máx, concentração de LACTATO, etc).

Quando este controle é feito a partir de uma ferramenta que não mede exatamente o que queremos, mas pode estimar o que queremos é chamado de controle indireto. Como por exemplo estimar a FREQUÊNCIA CARDÍACA através da ESCALA DE BORG, ou estimar LIMIAR AERÓBIO através da PORCENTAGEM DO MELHOR TEMPO (%RP).

FERRAMENTAS DE CONTROLE

Quando treinamos temos como objetivo moldar alguma capacidade física, e para isso precisamos atingir um nível de esforço (INTENSIDADE) durante um certo tempo (VOLUME). O controle da INTENSIDADE e do VOLUME é chamado de controle de cargas. Ao controlar as cargas de treino estamos direcionando as adaptações do organismo para os resultados que desejamos.

As formas mais comuns de controle da intensidade são:

Todas as formas são válidas, mas dependendo de cada TIPO DE SÉRIE é melhor utilizar uma ou outra.

Em SÉRIES INTERVALADAS de tiros mais curtos é possível utilizar a FREQUÊNCIA CARDÍACA ou a PORCENTAGEM DO MELHOR TEMPO facilmente. Já em tiros mais longos ou treinos mais rodados, em que não é possível parar para aferir a FREQUÊNCIA CARDÍACA ou olhar no relógio a PERCEPÇÃO SUBJETIVA DE ESFORÇO é a maneira mais fácil de se controlar a intensidade.

Normalmente em um treino utilizamos uma combinação de ferramentas para controle da intensidade. Por Exemplo:

Objetivo da série: Melhorar Limiar Aeróbio

Série: 12×100 A2 c/20″

Objetivo de tempos:  75% do Recorde Pessoal

Objetivo de FC : 140-160 Bpm

PSE: 13/14 na ESCALA DE BORG ou 7 de 0-10

Ao iniciar a série, muito provavelmente o atleta estará conseguindo manter os tempos alvo, na frequência alvo e com a sensação correta. Com o passar dos tiros, e por consequência o acúmulo de cansaço, haverá uma dificuldade para manter os tempo e a PSE vai aumentar. Se mesmo com o tempo de tiro fora do alvo e a PSE mais alta a FREQUÊNCIA CARDÍACA estiver dentro da ZONA ALVO então o treino continua dentro dos objetivos propostos.

Isso não quer dizer que as formas indiretas de controle da intensidade não são válidas, somente que elas são estimativas e não a aferição precisa de alguma variável fisiológica Se é possível controlar a variável fisiológica de forma direta ela sempre será o parâmetro mais importante para o controle da intensidade.

Se quiser saber mais acompanhe nosso BLOG e siga nas redes

https://www.youtube.com/channel/UCKG8zh2Gz9P7UPkm4SMw3Jw?sub_confirmation=1

https://www.instagram.com/evolveswim_/

https://www.facebook.com/EvolveSwim/

Abraço e Bons Treinos!

 

Sua opinião é muito importante para nós. Obrigado

Seguir

Acompanhe nossas postagens

%d blogueiros gostam disto: