MASSAGEM E NATAÇÃO

MASSAGEM E NATAÇÃO

Se tem uma coisa que nadador adora é massagem! Toda tenda em uma MARATONA AQUÁTICA ou arquibancada de NATAÇÃO tem alguém fazendo uma. Muitas vezes a massagem é feita por alguém sem nenhum conhecimento prévio das técnicas que devem ser aplicadas (pais, namorados, treinadores etc…) mas mesmo assim a fila para recebê-la é grande.

O ideal é que o massagista, além de ter um conhecimento prévio das práticas esportivas, deve também ter conhecimento de anatomia e fisiologia, para que possa dominar as diversas técnicas e resolver o problema, pois manipular uma área dolorida ou lesionada sem saber ao certo o que fazer pode piorar a situação ao invés de ajudar.

A massagem desportiva é um RECURSO ERGOGÊNICO que visa acelerar a recuperação dos atletas entre os treinos (como a CRIOTERAPIA e as VENTOSAS), mas também pode ser utilizada como AQUECIMENTO e ativação da musculatura em COMPETIÇÕES e TREINOS. Ao colocar a massagem na rotina antes e depois dos treinos o atleta contribui para a redução do risco de lesão muscular, pois o músculo passará por uma espécie de “aquecimento” e “desaquecimento”.

A natação é um esporte que solicita todos os músculos, mas as regiões  das coxa, panturrilhas e costas são as que mais sofrem.

Antes de o nadador entrar na água, seja para treinar ou para competir, é recomendado que se faça a massagem estimulante, pois esta aquece o corpo e o predispõe à atividade na água, cuja temperatura é geralmente inferior à do corpo. Em seguida à massagem estimulante, deve-se fazer a massagem respiratória, a fim de ativar os músculos respiratórios e de aumentar a circulação sanguínea local.
Após o treino, deve-se aplicar a massagem desintoxicante e relaxante, relaxando e aliviando os músculos das dores pós-treino devido aos microtraumatismos e às altas concentrações de metabólitos, como, por exemplo, o lactato (NOGUEIRA, 1981, p.42).

DICA DO TREINADOR

Sempre peço para meus atletas terem na MALA DE TREINO ou COMPETIÇÃO uma bolinha de tênis. Com uma bolinha é possível massagear qualquer parte do corpo sem contato direto e com um bom controle da pressão colocada sobre a musculatura. Nunca deixe um atleta dolorido ou lesionado receber uma massagem de alguém não capacitado.

Se você gosta do assunto procure se especializar! Não vai faltar atleta pedindo massagem depois do treino.

Abraço e Bons treinos!

REFERÊNCIAS

NOGUEIRA, P. Massagem e Pronto Socorro nos Esportes. 2° edição. São Paulo: Cia Brasil Editora, 1981.

McARDLE, W.D.; KATCH, F.I.; KATCH V. L. Fisiologia do Exercício- Energia, Nutrição, Desempenho Humano. 4• edição. Rio de janeiro: Editora Guanabara, 1998.

URSULINO, C.M.C A massagem e suas aplicações no desporto. Monografia bacharelado. Unicamp, 2003

 

Deixe uma resposta

Seguir

Acompanhe nossas noticias

%d blogueiros gostam disto: