TENDINITE e BURSITE (LESÕES NA NATAÇÃO)

TENDINITE e BURSITE (LESÕES NA NATAÇÃO)

Nadar é repetição e quando a TÉCNICA DE NADO não está 100% aumentamos muito a chance de alguma lesão por esforço repetitivo, pelo fato da natação utilizar um leque relativamente restrito de movimentos. Quanto melhor a técnica menor o risco de lesão pois os movimentos ficam mais ergonômicos e as articulações trabalham dentro de amplitudes e sobrecargas “normais”.

A tendinite é uma das maiores causas de ausência ou interrupções do programa de treino de nadadores. Bursite é a inflamação da bolsa sinovial (uma estrutura cheia de líquido entre um tendão e a pele ou entre um tendão e o osso). Sua função é de amortecimento dos impactos articulares, auxílio no deslizamento dos tecidos e sua nutrição.

Tanto a Tendinite quanto a Bursite são caracterizadas pela presença de dor e inchaço e podem acontecer em qualquer parte do corpo, mas são mais comuns no ombro, cotovelo, punho, joelho, quadril e tornozelo. Na natação as campeãs são as tendinites de ombro, mais precisamente do MANGUITO ROTADOR. Nesta postagem vamos falar sobre as causas, tratamento e como evitar as tendinites e treinar com segurança o ano todo.

CAUSAS

  • Falta de ALONGAMENTO muscular.
  • Desequilíbrio muscular (Falta de PREVENTIVOS)
  • Postura inadequada: ombros com rotação interna diminuem o espaço de deslizamento dos tendões que movimentam o ombro, causando atrito e lesão.
  • Movimentos repetitivos. (Nadar sempre o mesmo estilo).
  • TÉCNICA DE NADO inadequada.

TRATAMENTO

  • O tempo de repouso deve ser determinado pelo médico – períodos de repouso prolongados podem acarretar aderências e atrofia muscular e são prejudiciais.
  • Aplicação cuidadosa de gelo para diminuir a inflamação. (3×10′ com gelo e 10′ sem, ao final bolsa quente)
  • Eventuais medicamentos anti-inflamatórios prescritos pelo seu médico.
  • Acupuntura.
  • Fisioterapia para analgesia (ultrassom, laser, massagem miofacial, entre outras).

COMO EVITAR

Vale lembrar que vários estudos apontam que o VOLUME lesiona mais do que a INTENSIDADE. Então não é correta aquela visão de que não é preciso nadar bem porque só dá “uma nadadinha de leve“. Mesmo nadando em ZONAS DE TREINO mais baixas é possível ocorrer uma lesão por falta de técnica.

Não importa o seu objetivo, é preciso se cuidar! PREVENTIVOS DE OMBRO + TÉCNICA ADEQUADA + TREINOS COERENTES COM SUAS CAPACIDADES E OBJETIVOS = UMA NATAÇÃO PRAZEROSA.

Abraço e Bons treinos!

 

 

Deixe uma resposta

Seguir

Acompanhe nossas noticias

%d blogueiros gostam disto: