OS BENEFÍCIOS DO TREINO DE PERNA

OS BENEFÍCIOS DO TREINO DE PERNA

Nesta postagem vamos falar sobre os benefícios do treino de perna e lançar uma série desafio para vocês!

Muitos atletas não levam tão a sério o treino de perna quanto deveriam pois não conhecem seus benefícios. Seguem alguns dos ganhos que podemos ter:

TÉCNICA DE NADO – Sim!! uma boa pernada vai melhorar a sua sustentação e fazer com que você fique mais alto na água, o que facilita o deslize, a aplicação de força das braçadas e a manutenção da velocidade. Então uma boa pernada pode tornar mais fácil manter um boa técnica de nado!!

AERÓBIO– A frequência cardíaca sobe muito quando fazemos séries de perna. É o efeito do sistema circulatório tentando levar cada vez mais sangue para a musculatura das coxas. Esse aumento de trabalho do sistema circulatório pode trazer um condicionamento aeróbio tão bom quanto um treino nadado, corrida ou pedal.

ANAERÓBIO – As pernas tem aproximadamente 30% da musculatura do corpo. Quando sobra para elas a difícil tarefa de deslocar nosso corpo, a produção de lactato tende a se iniciar logo nos primeiros minutos de treino, pois o componente de força de uma série de pernas, mesmo sem nadadeiras, é muito grande e a intensidade não pode ser muito baixa, senão não gera deslocamento.

DICAS DO TREINADOR

  • CABEÇA DENTRO D’ÁGUA – Ao fazer séries de perna tente manter o corpo alinhado na superfície, o mais próximo possível da linha da água. Respire frontal e no ritmo que respiraria se estivesse nadado. Solte o ar dentro da água e ao tirar o rosto para respirar inspire somente uma vez.
  • PRANCHA PEQUENA – A sua prancha tem que ter o tamanho do seu antebraço. Mais informações sobre prancha na postagem COMO ESCOLHER E USAR SUA PRANCHA.

Para quem ainda não está convencido de que deve dedicar mais tempo aos treinos de perna, segue uma série que gosto muito de passar para nossos atletas avançados e que para atletas de nível médio podem virar um treino todo dedicado as pernas.

2x (

200 Pr Cr c/30″

2×100 Pr Cr c/20″

4×50 Pr Cr c/15″

8×25 Pr Cr c/10″)  +1′

1ª Série c/ PP

2ª Série sem PP

Existem muitos pontos interessantes nesta série:

  1. O fato da metragem de tiro diminuir durante a série faz com que seja possível manter velocidades maiores a cada trecho da série.
  2. Os intervalos decrescentes mantem a recuperação sempre parcial, forçando o aeróbio a funcionar a todo vapor!
  3.  Em uma prova a perna deve ser crescente ao longo dos trechos, das boias ou parciais. Tiros menores no final da série criam essa situação de prova.
  4. Ao fazer a primeira série com Nadadeira ou Pé de Pato (PP) e tirar para fazer a segunda série, os pés vão demorar para se acostumar com a sensação da água, e o corpo com a baixa da velocidade. Isso estimula a prestar atenção na relação entre a água e o corpo, melhorando a sensibilidade.
  5. Na segunda série, já sem nadadeira, a frequência das pernadas tem que aumentar para compensar a falta do material.

Está lançado o desafio!!! Dediquem um dia de treino para fazer esta série e comentem as sensações, os resultados e se quiser poste um vídeo seu fazendo a série ou uma foto sua ao final do desafio . 

Bons treinos!!!

Deixe uma resposta

Seguir

Acompanhe nossas noticias

%d blogueiros gostam disto: